Evento surgiu como forma de reunir dinheiro para comprar uma nova câmera fotográfica, pois o profissional teve todo o seu equipamento de trabalho roubado. Um quarto de século após, tornou-se verdadeira marca-registrada, sendo exportada até para a cidade de Lisboa, capital de Portugal.

 

Feijoada do Maranhão completa 25 anos de sucesso na Cidade de Belo Horizonte

 

 

Feijoada do Maranhão completa 25 anos de sucesso na Cidade de Belo Horizonte

Celso Morandi, ex-gerente do Hotel Belo Horizonte Othon Palace e Liberty Palace Hotel: “Valdez Maranhão invalida uma das máximas do escritor Nélson Rodrigues, aquela que diz ser toda unanimidade burra. Ele alcançou uma unanimidade inteligente”

 

Feijoada do Maranhão reflete simpatia de seu criador

 

A história da Feijoada do Maranhão começa mesmo lá em 1977. Naquele ano, Valdez Ferreira Cruz chegou à Cidade de Belo Horizonte, capital do Estado de Minas Gerais, vindo do Município de Bacabal, local onde nasceu. Trocava paz e sossego do interior do Estado do Maranhão pelo burburinho de uma das, já naquela época, maiores metrópoles do Brasil. Buscava por oportunidades de crescimento, tanto pessoal quanto profissional.

Mal havia se instalado na Terra da Goiabada e do Queijo, foi conquistado pelo coração receptivo dos mineiros. Na contrapartida, com seu jeito de ser de pessoa boa-praça, com personalidade sempre conciliadora, também conquistou o coração daqueles que tão bem o recebiam. Não demorou muito para o Valdez Ferreira Cruz, o cara vindo do Estado do Maranhão, logo virar o Valdez Maranhão, uma marca registrada como ficou conhecido.

Começou sua trajetória profissional na Terra das Alterosas trabalhando como fotógrafo para o extinto Jornal de Minas. Nesta atividade, passou por diversos outros veículos de comunicação. E lançou-se como empresário, começando com o restaurante Parrilla do Maranhão. Mais tarde, Choperia do Maranhão. E, há 12 anos, o Buteco do Maranhão, recanto bem aconchegante da Capital Nacional dos Botequins, no Bairro de Lourdes.

 

Feijoada do Maranhão completa 25 anos de sucesso na Cidade de Belo Horizonte

Evento nasce porque Valdez Maranhão teve seu carro arrombado, perdendo todo o equipamento de fotógrafo. Sem capital para adquirir pelo menos uma câmera nova, amigos sugeriram fazer um evento, com cobrança de ingresso, para arrumar o dinheiro

 

Feijoada do Maranhão nasce para comprar máquina fotográfica

 

O acaso contribuiu para dar nova direção à sua pacata existência. Em 1991, tendo seu carro arrombado, perdeu todo o equipamento de fotógrafo. Sem capital para adquirir pelo menos uma câmera nova, amigos sugeriram fazer um evento, com cobrança de ingresso, para arrumar o dinheiro. Decidiram por uma feijoada. Como não havia um tostão furado para comprar os ingredientes, a solução foi ir em busca de patrocinadores.

Isso não parecia tarefa difícil. Os então 15 anos de atuação na imprensa do Estado de Minas Gerais, e presença na vida noturna da Cidade de Belo Horizonte, haviam tornado Valdez Maranhão uma figura conhecida e querida por Deus e o mundo. Todos tinham absoluta certeza de que ele alcançaria sucesso naquela empreitada. Era só sair a campo e não demoraria muito para conseguir os apoios e a Feijoada do Maranhão ser realizada.

A previsão foi corretíssima. Como disse certa vez Celso Morandi, ex-gerente do Hotel Belo Horizonte Othon Palace e Liberty Palace Hotel, Valdez Maranhão invalida uma das máximas do escritor Nélson Rodrigues: “Toda unanimidade é burra.” Ele alcançou uma unanimidade inteligente. Não se encontra alguém que fale mal dele. Ao contrário: são só elogios, sempre acompanhados de substantivos: amigo, companheiro, parceiro…

 

Feijoada do Maranhão completa 25 anos de sucesso na Cidade de Belo Horizonte

A primeira edição da Feijoada do Maranhão, em 1991, reuniu cerca de 200 pessoas, em sua maioria amigos da imprensa e do turismo, reuniram-se no Bar Varandão, no último andar do Hotel Belo Horizonte Othon Palace, no Centro da Cidade de Belo Horizonte

 

Feijoada do Maranhão busca seus primeiros patrocinadores

 

— Na época, a Skol era pequena. Procurávamos eventos sérios para associar nosso nome. Apostamos no projeto do Maranhão — conta Arísio Almeida, então gerente de Eventos da marca. “Não sei se a Feijoada foi a responsável, mas tenho certeza de ter sido importante. Logo depois, começamos a crescer no mercado.” Tanto é assim que, com o passar das edições, outras cervejarias fizeram questão de se associar à promoção.

A Feijoada do Maranhão começou no Hotel Belo Horizonte Othon Palace, com Celso Morandi na Gerência. “Assim que Valdez Maranhão me procurou, aceitei o projeto. Ele é um batalhador, sério em suas atividades, ao mesmo tempo em que esbanja simpatia.” Na ocasião, cerca de 200 pessoas, em sua maioria amigos da imprensa e do turismo, reuniram-se no Bar Varandão, no último andar do empreendimento no Centro da cidade.

Aquela tarde de sábado, regada a cerveja Skol bem gelada, muita música, feijoada de primeira, sorteios de brindes e muita diversão tornou-se épica. Tanto foi assim que, já tendo comprado uma nova câmera fotográfica com a renda lá obtida, um ano depois, Valdez Maranhão começou a ser cobrado para realizar a festa outra vez. Ele não se fez de rogado e correu atrás dos seus patrocinadores. Conseguiu reunir 250 participantes.

 

 

Feijoada do Maranhão completa 25 anos de sucesso na Cidade de Belo Horizonte

O sucesso foi um grande inimigo inicial da Feijoada do Maranhão, pois uma edição do evento chegou a reunir 1.500 participantes. Subiu muito a quantidade, caiu demais a qualidade. A solução foi limitar em 500 o número de camisetas-convite, sempre personalizadas

 

Feijoada do Maranhão alcança os 1.500 participantes

 

Pronto! A Feijoada do Maranhão como que entrou no calendário oficial de eventos da Cidade de Belo Horizonte. À sua terceira edição, compareceram 450 pessoas, crescendo até estourar em 1.500 pessoas. A qualidade caiu e a perenidade do acontecimento, posta em xeque. Não havia outra forma de estancar aquilo senão limitando a quantidade de camisetas a servem vendidas como convites. Atualmente, este total está limitado a 500.

Aliás, as camisetas-convite da Feijoada do Maranhão são outra forte marca-registrada do carinho que seu organizador Valdez Maranhão tem para com o evento. Elas são sempre personalizadas, sendo que algumas tornaram-se objetos de colecionador, criadas por renomados artistas plásticos, como Fernando Pacheco e Victor Dzeck. Aqueles que as preservaram, podem não saber, mas possuem obras de arte guardadas em armários.

— Sempre acreditei na Feijoada do Maranhão. Mas não imaginava que fosse alcançar tanto sucesso. Afinal, eventos como este perdem logo o vigor. É uma surpresa sempre positiva ver Valdez Maranhão trabalhando nela, ano a ano, com otimismo, isso mesmo nos momentos difíceis da nossa economia, como o atual” — completa Celso Morandi, atualmente afastado da hotelaria, acompanhando de longe o esforço do grande amigo.

 

Feijoada do Maranhão completa 25 anos de sucesso na Cidade de Belo Horizonte

Atualmente, os organizadores de eventos na Cidade de Belo Horizonte procuram saber com antecipação da data em que a Feijoada do Maranhão acontece. Afinal, programar alguma outra coisa para o mesmo dia pode ser caminho mais rápido para um fracasso

 

Feijoada do Maranhão pauta calendário de eventos

 

Atualmente, os organizadores de eventos na Cidade de Belo Horizonte procuram saber com antecipação da data em que a Feijoada do Maranhão acontece. Afinal, programar alguma outra coisa para o mesmo dia pode ser caminho para o fracasso. Eles também acompanham com atenção o cronograma de atividades antecedentes. Estas prolongam-se por pelo mesmo seis meses, com metras a serem cumpridas por todos os envolvidos.

Outro ponto forte da Feijoada do Maranhão é sua campanha de divulgação. Ela engloba desde simples panfletos até grandes outdoors, conseguindo também bastante espaço na chamada mídia espontânea: notas em colunas sociais, presença em programas de TV, entrevistas para emissoras de rádio, ações de Internet e muito trabalho boca-a-boca. Isso atrai público diversificado, dando maior visibilidade para as marcas dos patrocinadores.

Com sucesso firmado e garantido na Terra das Minas Gerais, em comemoração aos 20 anos do evento, Valdez Maranhão exportou sua Feijoada do Maranhão para a Cidade Atenas Brasileira de São Luís, a belíssima capital do Estado do Maranhão. Com mais esta iniciativa vitoriosa, daí em diante, não parou mais. Tanto é assim que a sexta edição da realização no extremo Oeste da Região Nordeste será no próximo dia 8 de outubro.

 

 

Feijoada do Maranhão completa 25 anos de sucesso na Cidade de Belo Horizonte

A Cidade de Lisboa, capital de Portugal, receberá sua primeiro Feijoada do Maranhão. Ela será realizada dia 3 de dezembro, no Hotel Mundial. Interessados em viajar podem aproveitar pacote incluindo passagens ida e volta, hospedagem e passeios bem em conta

 

Feijoada do Maranhão vai para Lisboa, capital de Portugal

 

Agora, para marcar os 25 anos, Valdez Maranhão lança-se num desafio internacional: uma Feijoada do Maranhão na Europa. Mais precisamente, na Cidade de Lisboa, capital de Portugal. Ela será realizada dia 3 de dezembro, no Hotel Mundial. Interessados em viajar podem aproveitar pacote incluindo passagens ida e volta, hospedagem e passeios bem em conta. Tratar com a B&L Operadora da Viagens: DDD 31 e fixo 3273-2429.

Outro patamar de projeção alcançado pela Feijoada do Maranhão vem de um recente contrato de exclusividade que empresários do setor imobiliário fecharam com Valdez Maranhão. Só eles passaram a ter o direito de fazer a grande festa na área do Clube Escarpas do Lago, às margens do imenso lago formado pela Hidrelétrica de Furnas, localizado no Município de Capitólio, a Sudoeste da capital do Estado de Minas Gerais.

Só para concluir, ressaltamos que a Feijoada do Maranhão de 2016 não fugiu à regra: gente bonita, atrações musicais, buffet de alta qualidade, autoridades do Município de Belo Horizonte e do Estado de Minas Gerais, jornalistas de diversos pontos do País… Tudo o que sempre foi, inclusive retornando ao local onde nasceu. Ao final, muitos reservando camiseta para 2017. Aliás, outra marca registrada da Feijoada do Maranhão.

 

Imagens do sucesso da Feijoada do Maranhão 2016

 

Feijoada do Maranhão completa 25 anos de sucesso na Cidade de Belo Horizonte

 

Feijoada do Maranhão completa 25 anos de sucesso na Cidade de Belo Horizonte

 

Feijoada do Maranhão completa 25 anos de sucesso na Cidade de Belo Horizonte

 

Feijoada do Maranhão completa 25 anos de sucesso na Cidade de Belo Horizonte

 

Apoiadores e patrocinadores da Feijoada do Maranhão 2016

 

 

 


 

Clique sobre os trechos em colorido ao longo do texto para abrir novas guias, trazendo informações complementares ao aqui sendo tratado. Eles guardam links levando para verbetes da Wikipedia e sites de empresas, entidades, Governos estaduais, Prefeituras etc.

A repetição do termo “Feijoada do Maranhão” e outros mais é intencional. São palavras-chave do conteúdo. Colocá-los diversas vezes é parte das técnicas de Search Engine Optimization — SEO, a otimização para ferramentas de busca, destacando o trabalho quando se pesquisa como BingGoogle ou Yahoo.

Nos meus textos de divulgação de turismo, ao citar uma cidade, faço em conjunto com seus apelidos. Por isso “Cidade Atenas Brasileira de São Luís”.

Matéria desenvolvida a partir da participação na Feijoada do Maranhão 2016, dia 27 de agosto de 2016, nos salões do Hotel Belo Horizonte Othon Palace.